"Na boa, agora eu vou falar o que eu penso. Mas, você sabe, se conselho fosse bom, as pessoas venderiam. E eu só estou escrevendo isso porque talvez você precise refletir. Continue, assim. Se preservando. Porque o amor - essa parada prejudicial que incentiva a gente dar segundas chances a quem não presta - só serve pra nos fazer quebrar a cara. De novo, de novo e de novo. Vai lá e apague tudo o que vocês passaram. Até mesmo as lições. Tantas coisas pra você se preocupar e vai ser logo as besteiras que foram feitas só pra, lá na frente, lembrar dele? Pois é, arranca logo tudo isso de uma vez. O que foi bom, o que foi ruim e o mais ou menos. Ninguém precisa de coisas mais ou menos ou mornas pra seguir em frente.

Fred Medeiros. (via teleportear)
"E ela parou, olhou, sorriu, me deu um beijo e foi embora, não vi mais a gata, mas tenho minha gaita pra me consolar.

— (via daymeudiario)

Eu nunca amei alguém, como eu amo você.

"- Eu nunca gosto de nada, e gostei tanto de você.
- É?
- Droga.
- O quê?
- Eu falando de gostar.
- E daí?
- E daí que vai acontecer tudo de novo.
- O quê?
- Vou sentir demais, falar demais, escrever demais. E você vai embora.

Tati Bernardi. (via teleportear)